Aulas presenciais a 18 de maio em Caminha e Vila Praia de Âncora

"A 18 de maio é esperada nova etapa de ação da Escola, dos seus alunos, docentes e demais colaboradores."
0
37

JCR | GabComAESP

contribuindo para a necessária coesão de toda a comunidade educativa, medida em ações concretas junto de todos os parceiros, num envolvimento coletivo que serve a comunidade em geral. A Escola, através dos seus serviços educativos e sociais, na articulação com as autarquias locais, quer municipais, quer de freguesia, e outras forças de ação no território, tem correspondido às necessidades dos seus alunos e famílias, dando regular apoio educativo e de garantia de acompanhamento nos diferentes níveis de intervenção. Esta ação da Escola, sempre presente, atenta e promotora de crescimento intelectual e atuante na formação em cidadania, será seguramente reconhecida quando finalmente emergirmos desta situação que rompeu todos os muros sociais e económicos, obrigando a decisões políticas singulares, quebrando o quotidiano dos dias de toda a comunidade servida pelo agrupamento de escolas, tanto no Vale do Âncora como no Coura- Minho.

A 18 de maio é esperada nova etapa de ação da Escola, dos seus alunos, docentes e demais colaboradores. Uma etapa que aguça ainda mais a responsabilidade individual e coletiva. Uma etapa que responde às determinações superiores e para a qual o agrupamento tudo fez, e faz, para estar pronto para o cumprimento da sua missão. É seguramente grande a expectativa e é procurando a melhor resposta na receção aos alunos que todos – órgãos da escola, docentes e colaboradores – se empenham, prevenindo e minimizando riscos, garantindo a disponibilidade de toda a proteção e equilíbrio na lecionação presencial.