Autarquia aprova Voto de Louvor ao Capitão-de-Fragata Pedro Miguel Cervaens Costa

0
122

Após ter assumido funções em 2016 no cargo de Capitão do Porto de Caminha e Comandante Local da Polícia Marítima de Caminha, o Capitão-de-Fragata Pedro Miguel Cervaens Costa conclui, a 3 de setembro, a sua comissão de serviço, abraçando novos desafios profissionais. Por proposta do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira foi aprovado, esta sexta-feira, em reunião de executivo, um Voto de Louvor enaltecendo a marca pessoal e profissional em prol do desenvolvimento da região, maximizando a capacidade operacional de um serviço importante e de grande responsabilidade.

Os quatro anos de serviço do Capitão-de-Fragata Pedro Miguel Cervaens Costa foram marcados pela excelente colaboração na defesa dos interesses da região, no geral, e do rio Minho, em particular; pelo relacionamento eticamente privilegiado com todos os municípios do Alto Minho, incluindo Vila Nova de Cerveira; pela dedicação e empenho para a resolução dos problemas e preocupações de âmbito transfronteiriço, defendendo a articulação entre entidades das zonas de fronteira; pela postura atenta, próxima e disponível para com os mais diversos agentes do território; pelo profundo conhecimento jurídico e legislativo, sendo um defensor de mecanismos mais ágeis para aplicar no terreno.

No caso concreto do Município de Vila Nova de Cerveira, o Capitão-de-Fragata Pedro Miguel Cervaens Costa participou em vários processos importantes para o concelho, manifestando sempre a sua opinião de forma assertiva e transparente, contribuindo para alavancar alguns dos projetos, uns concluídos e outros em curso, como por exemplo a criação da marca do Rio Minho, enquanto património secular comum a dois povos irmãos – Portugal e Espanha – e um inigualável potencial identitário, histórico, económico, cultural, ambiental e turístico; a constituição da Eurocidade Cerveira-Tomiño e a realização de várias atividades e ações; a intenção de construção da Ponte Pedonal/Ciclável sobre o rio Minho; e o reconhecimento do Aquamuseu do Rio Minho pelo envolvimento da Autoridade Marítima Nacional, através da Capitania do Porto de Caminha, em projetos de investigação científica a decorrer no rio Minho, incluindo ao nível da parceria, proporcionando uma mais valia nos processos de comunicação, não só com a comunidade científica, mas também com os restantes intervenientes envolvidos na exploração e gestão dos recursos associados ao rio Minho.

Pedro Miguel Cervaens Costa, natural do Porto, entrou para a Escola Naval em outubro de 1994, tendo sido promovido a Guarda-Marinha a 01 de outubro de 2000, ao posto de Capitão-Tenente a 01 de outubro de 2012 e a Capitão-de-Fragata no início do corrente ano de 2020. Ao longo da sua carreira, Pedro Miguel Cervaens Costa foi condecorado com as medalhas de mérito militar, da Cruz Naval e de Comportamento Exemplar, tendo recebido ainda vários louvores.