AUTONOMIA E FLEXIBILIDADE CURRICULAR – PRESIDENTE DE JUNTA DA UNIÃO DE FREGUESIAS DE MOLEDO E CRISTELO À CONVERSA COM ALUNOS

0
69

No passado dia 10 de outubro, o Presidente da Junta da União de Freguesias de Moledo e Cristelo, Joaquim Guardão, esteve na Escola Básica e Secundária do Vale do Âncora à conversa com os alunos das turmas A e B do 7°ano deste estabelecimento escolar, pertencente ao Agrupamento de Escolas concelhio.

Foi no quadro da Oferta Complementar de Educação Patrimonial e Sustentabilidade, disciplina criada no âmbito da Autonomia e Flexibilidade Curricular, que esta oportunidade se gerou. Esta nova oferta disciplinar promove o conhecimento efetivo do território local nas mais variadas vertentes, criando focos de aprendizagem e de ligação à comunidade no espaço geográfico do concelho de Caminha.

É neste contexto que os alunos do 7° ano do terceiro ciclo do ensino básico de todo o agrupamento desenvolvem projetos que concorrem para os saberes locais, partindo de casos práticos.

Joaquim Guardão, enquanto Presidente de Junta, foi convidado pelos alunos dos 7°A e 7°B da Escola Básica e Secundária do Vale do Âncora, uma vez que estes alunos, sob a orientação pedagógica dos docentes Marcelo Pereira e Joaquim Celestino Ribeiro, desenvolvem tarefas de projeto sobre a Ínsua e linha de Costa de Moledo.

Na escola, Joaquim Guardão foi motor de duas sessões de conversa dinâmica com estes alunos, partilhando saberes que estão para além dos livros, não esquecendo de os referir como um bom elemento de detalhe histórico factual, balizando no tempo os acontecimentos mais relevantes sobre o forte, o cordão dunar e os fenómenos cíclicos da circulação de inertes.

A aproximação e disponibilidade criada justificam o envolvimento da comunidade e, particularmente, dos agentes da administração local do território, no processo formativo e educativo dos alunos, garantindo a identidade e a determinação do domínio significativo das aprendizagens dos alunos.

As sessões realizadas não são um fim mas antes um ponto de partida para dirigir os diferentes projetos, envolvendo a comunidade e dela recolhendo saberes, experiências e conceções, num processo que se alimenta e se articula com a escola, a quem cabe, sempre, a função pedagógica de orientar as aprendizagens, adequando contextos ajustados aos estados de desenvolvimento das crianças e jovens do concelho de caminha.

JCR |2019 (GabCom)