Câmara, Juntas de Freguesia e ULSAM juntas na campanha de prevenção da gripe sazonal

Campanha de vacinação decorre de 19 de outubro a 20 de dezembro
0
43

A Câmara Municipal de Caminha, as Juntas de Freguesia e a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) estão a promover, de forma gratuita, a Campanha de Prevenção da Gripe Sazonal dirigida às pessoas com idade igual ou superior a 65 anos. O objetivo é descentralizar a vacinação, ou seja, fazer com que os Munícipes não se desloquem, em massa, aos Centros de Saúde de Caminha ou de Vila Praia de Âncora.

Para além de apelar para a importância da vacina da gripe, fortemente recomendada para grupos de risco, esta iniciativa de descentralização da vacinação tem como objetivo salvaguardar os grupos de maior risco à transmissão do vírus COVID19. Os interessados devem dirigir-se à junta de freguesia da sua residência e fazer a respetiva inscrição. Como referimos a vacina é gratuita. Assim, de 19 de outubro a 20 de dezembro, uma equipa de enfermeiros deslocar-se-á a cada freguesia para vacinar cada um dos munícipes inscritos gratuitamente.

De acordo com o Serviço Nacional de Saúde a vacina da gripe diminui muito o risco de contrair a infeção. Se for infetada, a pessoa vacinada terá um menor risco de ter complicações.

Assim, a vacinação contra a gripe é fortemente recomendada para os seguintes grupos prioritários: pessoas consideradas com alto risco de desenvolver complicações pós gripe (pessoas com 65 anos ou mais, particularmente se residentes em lares idosos [Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas] ou outras instituições; residentes ou internados por períodos prolongados em instituições prestadoras de cuidados de saúde, como por exemplo hospitais; grávidas e doentes com mais de 6 meses de idade e que apresentem doenças crónicas ou imunitárias); pessoas com probabilidade acrescida de contrair e transmitir o vírus (que residem com crianças ou que lhes prestem cuidados, cuja idade não permita a vacinação e que tenham risco elevado de complicações; que residem com pessoas consideradas de alto risco de desenvolver complicações pós gripe); saúde ocupacional (profissionais dos serviços de saúde, públicos e privados, e de outros serviços prestadores de cuidados; bombeiros; profissionais de infantários, creches e equiparados; profissionais dos estabelecimentos prisionais).