“Caminha Medieval – Caminha Militar” vai assinalar o Dia do Foral do Concelho e o Dia de Santiago

Palestra com Leandro Ribeiro Ferreira e caminhada com o historiador Joel Cleto marcam a iniciativa
0
32

“Caminha Medieval – Caminha Militar” é mais uma das iniciativas que integra o Programa Cultural Verão 2020, e vai assinalar o Dia do Foral de Caminha, com uma palestra, e o Dia de Santiago, com uma caminhada, nos dias 24 e 25 de julho respetivamente. As inscrições já estão a decorrer e são gratuitas. 

O Dia do Foral de Caminha – D. Dinis 1284 vai ser assinalado a 24 de julho, dia em que D. Dinis outorgou aos habitantes do concelho a primeira Carta Foral, com a palestra “A organização do exército do rei em finais da Idade Média: algumas notas sobre o contributo de Caminha”, a cargo de Leandro Ribeiro Ferreira (investigador doutorando na Universidade do Porto e na Fundação para a Ciência e a Tecnologia). A palestra será moderada por Paulo Torres Bento e terá lugar pelas 18H00, no Largo da Biblioteca Municipal de Caminha. 

No dia seguinte (25 de julho) o programa Caminha Medieval – Caminha Militar continua e destaca o Dia de Santiago, com a caminhada dirigida pelo historiador Joel Cleto. A caminhada está agendada para as 17H00. O percurso tem início na Capela de Santo Isidoro – Moledo e termina na Capela da Senhora da Ajuda, em Caminha. 

As inscrições para ambas as atividades são gratuitas, mas obrigatórias. Os interessados deverão efetuar a respetiva inscrição para o email cultura@cm-caminha.pt. 

Sobre a temática Caminha Militar, o Departamento de Ciências Sociais e Humanas — Grupo de História Agrupamento de Escolas Sidónio Pais, Caminha escreve: “Caminha começou a desenhar-se por meados do século XIII quando os agentes de D. Afonso III traçaram o contorno oval da cerca amuralhada de uma póvoa militarizada na confluência dos rios Coura e Minho, mesmo se o primeiro foral seria outorgado pelo seu filho D. Dinis em 24 de Julho de 1284. Este primeiro muro medieval, com três portas e treze torres — depois complementado com porta nova, barbacã e couraça — imprimiria para os séculos vindouros o carácter militar da vila de fronteira.
Não por acaso, a primitiva toponímia revela uma Rua dos Cavaleiros e no primeiro censo descobrem-se escudeiros, espingardeiros e sacadores de cativos, ecos das aventuras africanas de D. Afonso V. O mesmo monarca que, por ocasião da Guerra de Sucessão de Castela, outorgou por uma vida o título de Conde de Caminha ao destemido nobre galego Pedro Madruga, cujo palácio da Casa de Soutomaior se erguia à Porta do Sol.
Passada a época dos “homens do Marquês”, quando o senhorio da vila era da Casa de Vila Real, o carácter militar de Caminha seria reforçado em seiscentos, quando as necessidades da Guerra da Restauração obrigariam a erguer nova e ampla fortaleza com duas ordens de muralhas. No Corpo da Guarda passou então a estar aquartelada uma força permanente do exército, de que no início do século XIX restava apenas uma pequena guarnição na Fortaleza da Ínsua, cujo comandante residia no Terreiro.
Das glórias militares passadas sobraram nas décadas seguintes os muitos combatentes veteranos residentes nos quartéis de esquadra e não poucos conflitos da municipalidade com o Ministério da Guerra por causa da posse dos terrenos da velha fortaleza. Enfim, por finais de oitocentos, a feliz instalação em Caminha da Marinha e a permanência de uma lancha-canhoneira de fiscalização na foz do Minho, permitiria à Bela Marinheira reencontrar-se com a sua marca militar, até aos dias de hoje”. 

Recorda-se que o Programa Cultural Verão 2020 é programa arrojado, adaptado às imposições da DGS, que pretende resgatar a cultura para o nosso concelho e mostrar que o Concelho de Caminha é um Destino de Confiança. 

Caminha, 20 de julho de 2020
Gabinete de Informação ao Munícipe

PROGRAMA: 

Sexta-feira 24 julho | 18H00
O DIA DO FORAL DE CAMINHA | D. DINIS 1824
Palestra “A organização do exército do rei em finais da idade média: algumas notas sobre o contributo de Caminha”
Leandro Ribeiro Ferreira, investigador doutorando na Universidade do Porto e na Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Moderador: Paulo Torres Bento
Local: Largo da Biblioteca Municipal de Caminha
Inscrições gratuitas e obrigatórias

Sábado 25 julho | 17H00
DIA DE SANTIAGO
Caminhada com o historiador Joel Cleto
Percurso: Capela de Santo Isidoro, Moledo – Capela da Senhora da Ajuda, Caminha
Dinamização: Joel Cleto 
Organização: Câmara Municipal de Caminha
Limite de participantes: 15
Inscrições gratuitas e obrigatórias através do e-mail cultura@cm-caminha.pt