Campanhas de esterilização de animais de companhia aproximam-se das sete centenas de intervenções

0
1255
esterilização de animais domésticos, cães e gatos, no concelho de caminha

Pandemia não travou intervenção na área do bem-estar animal

As duas campanhas de esterilização de animais de companhia (cães e gatos) lançadas pela Câmara Municipal de Caminha somam quase sete centenas de intervenções desde que foram lançadas, mas só nos seis meses deste ano registaram-se já 325 esterilizações, o que significa um forte incremento, sobretudo na campanha CED, que está a ser levada a cabo em colaboração com a Associação Selva dos Animais Domésticos. O número de felídeos lidera claramente e de forma esmagadora, o que não surpreende, já que uma das campanhas tinha precisamente como objectivo a intervenção na área dos gatos silvestres e colónias.

O trabalho na componente do bem-estar animal, impedindo a proliferação descontrolada de ninhadas, não parou durante os períodos mais críticos da pandemia e nem sequer abrandou. Os números apurados demonstram que, até ao dia de ontem, foram esterilizados cerca de 600 animais de rua (campanha CED – captura, esterilização e devolução), sendo maioritariamente, como referimos, fêmeas (400 gatas e 200 gatos).

Por outro lado, a campanha desenvolvida diretamente pelo Município soma um total de 75 animais: 41 gatas, 20 gatos, 4 cães e 10 cadelas. Neste caso, está em causa o Regime Especial de Esterilização de Animais de Companhia, sujeito ao normativo com o mesmo nome, ou seja, ao Regulamento do Regime Especial de Esterilização de Animais de Companhia. Este regime é aplicável aos animais de companhia, cães e gatos, cujo detentor faça parte de um agregado familiar com carências económicas, devidamente comprovadas pelos Serviços de Ação Social do Município, mas também se aplica a animais que sejam resgatados das ruas por populares ou associações zoófilas legalmente constituídas.

O documento, online no sítio oficial do Município na Internet, explica detalhadamente o procedimento a seguir para os candidatos poderem beneficiar deste regime. Está disponível na área “Viver”, devendo ser selecionada a componente “Documentação” e seguidamente “Regulamentos” (https://www.cm-caminha.pt/pages/726).

Quanto à campanha CED, que resultou da vontade da população expressa através do Orçamento Participativo de Caminha, o foco são sobretudo os gatos silvestres e as colónias. A associação Selva dos Animais Domésticos é a responsável pela operacionalização do projeto, cabendo também ao Município, além da transferência da verba, a monitorização do trabalho, função da responsabilidade do veterinário municipal.