CENTRO SOCIAL E CULTURAL VILA PRAIA DE ÂNCORA APROVA RELATÓRIO E CONTAS DO ANO DE 2023

0
822

A Assembleia Geral do Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora a cuja Mesa preside o Dr. Manuel Luis Martins, reuniu no passado dia 26 de março de 2024 para aprovar o Relatório e Contas do ano anterior cabendo ao Presidente da Direção Dr. José Luis Presa a explicação das principais atividades desenvolvidas, designadamente, através das valências socias salientando a ERPI/Lar de Idosos, o Centro de Dia, o Serviço de Apoio Domiciliário, a Creche, o CAVD o Banco de Ajudas Técnicas dentre outros serviços prestados às crianças e às pessoas idosas. Ainda neste campo foi também referido o projeto de remodelação e ampliação da valência ERPI que foi objeto de um pedido de apoio ao Fundo de Socorro Social e as candidaturas a outros projetos de interesse para as populações.

Na vertente cultural e educacional o Relatório refere as atividades desenvolvidas diretamente ou em colaboração com outras instituições, nomeadamente, colóquios conferências e seminários, bem como, as atividades ligadas ao Centro de Interpretação Arqueológica do Vale do Âncora e as ações educativas e formativas desenvolvidas pela ETAP – Escola Profissional na vertente da Hotelaria e Turismo e a disponibilidade das instalações à mesma Escola para viabilizar a criação de um Centro Tecnológico Especializado na mesma área de formação. 

O Relatório de Atividades refere ainda, com bastante ênfase, as cerimónias comemorativas do 40º aniversário da instituição que tiveram lugar no dia 8 de setembro e contaram com a presença da Senhora Secretária de Estado da Inclusão, Drª Ana Sofia Antunes, que visitou a instituição e presidiu à Sessão Solene, tendo participado, igualmente neste ato, a Diretora da Segurança Social, o Presidente da Câmara Municipal, o Presidente da Junta de Freguesia dentre outras individualidades. O programa, para além da sessão solene, incluía um momento musical, uma reflexão sobre o passado presente e o futuro das IPSS, a entrega de Menções de Mérito e a inauguração de uma exposição evocativa dos 40 anos de atividade.

No que se refere às Contas do ano de 2023 as mesmas revelam alguma estabilidade ou mesmo melhoria de alguns indicadores, face aos anos anteriores, mas dele sobressai sempre a fragilidade em termos financeiros das valências sociais que são invariavelmente deficitárias, sublinhando-se que só se consegue o equilíbrio financeiro porque a instituição tira partido das rendas obtidas através de alugueres e outras contrapartidas pela cedência de instalações.

Com vista a aumentar as receitas foi defendido o incremento da campanha de angariação de novos associados tendo a Direção dado conta das vantagens para os associados traduzidas em descontos em vários estabelecimentos comerciais e serviços pessoais que subscreveram Protocolos com a instituição.

Depois de apresentado o Relatório e Contas pelo Presidente da Direção, o qual foi aprovado por unanimidade, o Presidente do Conselho Fiscal, António Vilas Ribeiro, apresentou o parecer sobre o Relatório e Contas e propôs e foi aprovado por unanimidade um voto de louvor à Direção pela forma competente como tem gerido a instituição.

No ponto seguinte o Presidente do Conselho Fiscal, em conjunto com os Presidentes da Direção e Assembleia Geral, propuseram a aprovação de um voto de pesar pelo recente falecimento de um dos sócios fundadores, o Senhor Helder Pereira, o qual foi aprovado por unanimidade.