COMEMORAÇÕES DO CENTENÁRIO DE VILA PRAIA DE ANCORA ARRANCARAM COM HOMENAGEM AO CONTRA-ALMIRANTE RAMOS PEREIRA

Comissão independente conduzirá o programa, que se estende ao longo deste ano
0
127

O descerramento de uma placa junto ao busto do Contra-Almirante Jorge Maia Ramos Pereira e a inauguração de uma exposição sobre a sua vida e obra, na Praça da República, em Vila Praia de Âncora, marcaram este sábado a abertura das comemorações do Centenário da Elevação de Gontinhães a Vila Praia de Âncora. Seguiu-se uma romagem ao cemitério onde está sepultado, e onde decorreu uma cerimónia evocativa. No final da tarde, no Auditório que tem o nome do Contra-Almirante, realizou-se mais uma sessão formal, que terminou com um espetáculo de música pelos alunos da Academia de Música Fernandes Fão.    

Dezasseis de março, o dia em que se completou meio século sobre a morte do Contra-Almirante Ramos Pereira, foi a data escolhida para dar início a um programa, que se vai estender ao longo do ano, e que vai assinalar o centenário de Vila Praia de Âncora. Esse programa é da responsabilidade da Comissão Organizadora das Comemorações do Centenário da Elevação de Gontinhães a Vila Praia de Âncora, o modo escolhido para organizar a efeméride que, conforme explicou o Presidente da Câmara, Rui Lages, é também uma oportunidade de reflexão para, recordando o passado, idealizar projetos e sonhos, que não podem ser de um homem só, nem de uma instituição só, mas que encontrou a fórmula ideal numa Comissão independente.

A exposição, que fica patente no coração da Vila, aborda várias facetas da vida e obra do Contra-Almirante Ramos Pereira, como “A Família e a educação permanente”, “A carreia militar, representações oficiais e distinções”, “O pedagogo e o educador” e o “O benemérito”. Muitas vidas numa vida que influenciou a sua geração e a comunidade, em prol da qual trabalhou o homem que foi o grande responsável pelo processo que conduziu à valorização de Gontinhães, conduzindo-a com sucesso até à condição de Vila.

Junto ao seu túmulo, coube ao Professor Celestino Ribeiro evocar a vida e obra do Contra-Almirante, detalhando a evolução da sua carreira, mas sobretudo as facetas do homem que se empenhou até ao final da vida em apoiar as pessoas, de várias formas, assim como a sua Terra adorada – Vila Praia de Âncora.  

Já no Auditório Ramos Pereira, e antes do concerto, houve três intervenções, a primeira do Presidente da Câmara. Rui Lages falou do homenageado, mas abordou também alguns desafios que se colocam à Vila, mas não só. Desde logo as alterações climáticas, lembrando a situação geográfica da Vila e a forma como foi afetada há poucos anos ainda, por um temporal que até destruiu a Duna dos Caldeirões, entretanto recuperada. Revelou que está a ser ultimado o Plano Municipal de Ação Climática e deu conta da entrada ao serviço do concelho e da comunidade de dois autocarros elétricos – boas notícias para o Ambiente; defendendo também o investimento em edifícios eficientes, e dando como exemplo a escola, cujo auditório acolhia a sessão.   

Focando-se mais na Vila, Rui Lages lembrou a intervenção que está a ser realizada no Forte da Lagarteira, onde a Câmara Municipal está a desenvolver um projeto de recuperação e valorização para instalação do Espaço da Memória do Mar de Vila Praia de Âncora, intervenção financiada pelos programas Norte 2020 e Mar 2020. 

O Presidente disse ainda que, em breve, será apresentada uma proposta para requalificação da Avenida 8 de Julho e defendeu também a melhoria da Praça da República, espaço de excelência, referindo que tem de ser repensada em conjunto. 

O Presidente da Câmara referiu-se também à reconfiguração do Portinho de Vila Praia de Âncora, lembrando que há um compromisso do Governo para que a obra se inicie em 2026: “o Governo da República só tem uma palavra”, seja qual for a cor política de quem o lidere, disse, convidando a população a conhecer a maqueta, que se encontra exposta no GAM – Gabinete de Apoio ao Munícipe, nesta Vila.  

Estas comemoração são – sublinhou – uma oportunidade também para refletir e trabalhar com todos em prol de Vila Praia de Âncora.

Interveio de seguida o Presidente da Junta de Freguesia de Vila Praia de Âncora, Carlos Castro, que falou sobretudo na vida e obra do Contra-Almirante Ramos Pereira, do seu legado e da sua importância para Vila Praia de Âncora.

No final, um sobrinho do homenageado teve ainda a oportunidade de intervir, para agradecer a evocação do tio nestas Comemorações.