Demitiu-se administradora executiva da Águas do Alto Minho

0
146

Inês Alves, administradora executiva da empresa pública Águas do Alto Minho (AdAM), apresentou a demissão.
Segundo a fonte que divulgou em primeira mão esta informação (JN) a saída relaciona-se com “cansaço e desilusão, face ao complicado início de atividade da AdAM e que já está encaminhada a sua substituição por uma outra técnica”.

O último problema de grande dimensão, a falha no abastecimento de água numa freguesia do concelho de Ponte de Lima, terá sido a gota de água.

Desde o início da atividade da empresa que se tem verificado problemas na faturação, gerando muitas reclamações, problema que ainda se encontra em resolução.

A AdAM é detida em 51% pela Águas de Portugal (AdP) e em 49% por sete municípios do distrito de Viana do Castelo (Arcos de Valdevez (PSD), Caminha (PS), Paredes de Coura (PS), Ponte de Lima (CDS-PP), Valença (PSD), Viana do Castelo (PS) e Vila Nova de Cerveira (Movimento independente PenCe – Pensar Cerveira), que compõem a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho.

Foram três os concelhos do distrito que reprovaram a constituição da parceria: Ponte da Barca (PSD), Monção (PSD) e Melgaço (PS).