EBS do Vale do Âncora debate a Política Europeia para os Refugiados

Agrupamento de Escolas do Concelho de Caminha - Escola Básica e Secundária do Vale do Âncora
0
148

A 18 de novembro último, a EBS do Vale do Âncora trouxe para a ordem do dia a política europeia para os refugiados.

A fragilidade da condição migrante, a instabilidade política que determina o movimento de massas em fuga, o papel das instituições e o voluntariado, a par das decisões políticas europeias no acolhimento aos refugiados e as crises que se assumem no espaço europeu, foram abordados pelos conferencistas que aportaram a sua experiência em ações específicas e decisões que têm influenciado a política europeia nesta matéria.

Após a sessão de abertura a cargo da organização desta iniciativa, com as intervenções da aluna Inês Ribeiro e do docente Carlos Carrilho, a primeira mesa a debate foi dedicada ao tema “A União Europeia: estratégias para o acolhimento dos refugiados”, contando com a participação do Eurodeputado José Manuel Fernandes, pertencente ao agrupamento político do Partido Popular Europeu. Considerado pela VoteWatch o eurodeputado português mais influente nas políticas europeias nos próximos anos, destaca-se na liderança em vários dossiês relacionados com os recursos próprios da União e o Fundo de Solidariedade.

Os “Refugiados: causa de crise entre os Estados Europeus?” chegou com o segundo painel, contanto com a conferencista e Eurodeputada Isabel Santos, do agrupamento político  da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas no Parlamento Europeu. Conta no seu currículo a presidência da Comissão de Democracia Direitos Humanos e Questões Humanitárias da Assembleia Parlamentar da OSCE, entre 2012 e 2016.


O terceiro e último painel aproximou a plateia da realidade mais próxima do terreno e da identidade local. “ Ser Voluntário: A realidade dos Campos de Refugiados em Itália”, foi um momento de partilha do conferencista Rodrigo Ribeiro, aluno do curso de Serviço Social na UTAD. O seu percurso escolar passou pelo nosso agrupamento e em 2018, graças ao programa ERASMUS+, participou no projeto “Turn Fears Into Hopes” em Itália, mais concretamente na região da Sicília, onde teve a oportunidade de contactar com refugiados.

Com um painel alargado, a conferência socorreu-se de tecnologias de comunicação à distância adequando-se o modelo à situação de pandemia que assola toda a comunidade e, face à chamada de urgência ao eurodeputado José Manuel Fernandes para representar o Parlamento Europeu nas negociações do programa InvestEU com o Conselho Europeu, a sua intervenção foi lida, impossibilitando-o de participar na sessão debate.

Nas palavras da coordenadora do projeto, Inês Ribeiro, aluna do 12º A VPA, “esta conferência… foi importante para o nosso conhecimento enquanto geração futura, mas também para a vida da escola”. Posição corroborada pela supervisão pedagógica da iniciativa, a cargo do docente Carlos Carrilho, apoiado pelas docentes Dulce Rodrigues, Clara Vieira e Rosária Carrilho, acompanhantes dos alunos do ensino secundário do agrupamento (Vila Praia de Âncora e Caminha).

Com esta iniciativa, a EBS do Vale do Âncora, no seu enquadramento no Agrupamento de Escolas de todo o concelho de Caminha, trilha o seu percurso de cidadania ativa, fomentando a autonomia pedagógica e a autodeterminação dos interesses próprios dos seus alunos, acolhendo o debate e a partilha de experiências como momentos de aprendizagem singular, consequente e basilar na construção de uma sociedade mais informada.

JCR | GabComAESP