ENTREVISTA A DAVID COSTA

Autor, do concelho de Caminha, que lança mais uma obra
0
153

O Jornal Terra e Mar (JTM) foi ao encontro de David Jorge Gomes da Costa, autor literário do nosso concelho, mais precisamente da freguesia de Âncora, nascido em 1978. Publicou o seu primeiro livro, “A Espada Flamejante – Livro I” em 2010, e tem dado continuidade à arte literária, lançando agora uma nova obra: “O Despertar de Nefilim”.

JTM: Quem é o David Costa?

D: O David Costa é alguém com várias facetas: para além de escrever, sou professor de Judo e pai a tempo inteiro, para além de ser uma pessoa que valoriza a família acima de tudo. Considero-me um amante da calma e da paz do lar. Confusões não são para mim.

JTM: Quando e de que forma iniciou o processo de escrita?

D: Eu creio que começou bastante cedo. Tenho memórias de na escola primária fazer grandes composições de várias folhas, mas nessa altura nunca me passou pela ideia de escrever para consumo público. Só mais tarde, depois dos 20 anos e como lia muito, foi algo que aconteceu com naturalidade. Comecei a imaginar as minhas histórias e daí a passá-las para o computador foi um pequeno passo.

JTM: Como surgiu este livro?

D: Este livro surgiu depois de ter sido pai e onde “rompi” com a maneira que tinha de escrever e com os temas que abordava porque inevitavelmente, com a paternidade, mudei a minha personalidade e a maneira como comecei a ver o mundo e a tratar assuntos que tratava com alguma leviandade. A necessidade de continuar a escrever e a descoberta e interesse por temas diferentes fizeram com que começasse a esboçar este livro e daí até construir um universo foi um passo.

JTM: “O Despertar de Nefilim” vem na mesma linha dos anteriores ou é diferente?

D: É completamente diferente. Como disse anteriormente, os temas que eu escolhia para escrever eram relacionados com aventuras de “capa e espada”, passados na época medieval com mitologia referente a esse tempo. Não me via a escrever outro tipo de livro, mas o que é certo é que “O Despertar do Nefilim” é diferente, de cariz sobrenatural, passado na atualidade e bem mais violento que o anterior.

JTM: Considera que o estilo que escolheu já identifica o seu autor?

D: Creio que sim. O modo de escrever é muito meu, sem procurar imitar alguém, e o tema é o que me irá acompanhar nos tempos mais próximos.

JTM: O que diria aos potenciais leitores sobre este livro?

D: Se gostam de sobrenatural, histórias de anjos e demónios, este livro é o indicado. Vem na linha de séries como “Sobrenatural” ou “Midnight Texas”, ou filmes como “Legião” ou “Os Dias do Fim”.

JTM: Quais são as suas obras literárias de eleição?

D: “O Senhor dos Anéis”, a trilogia “Bartimaeus”, “O Braço Esquerdo de Deus”, e os livros de Dan Brown.

JTM: O que o motiva como escritor?

D: Primeiro, não me considero de todo um escritor. Mas o que me motiva a escrever é sobretudo a liberdade que sinto ao escrever e o feedback positivo que tive de quem já leu o livro. Se sentisse que a minha maneira de escrever, ou se o tema não fosse de agrado do público, provavelmente não me sentiria tão motivado como estou.

JTM: Depois de publicar a obra, acha que ainda é sua ou já passou para o domínio dos leitores?

D: Boa pergunta, até porque nunca tinha pensado nisso, mas acho que apesar de ser do domínio dos leitores continua a ser minha. Quem quer que compre o livro vai ver o meu nome na capa por isso enquanto um livro dos meus estiver em circulação, um bocado de mim andará por aí.

JTM: Ainda está a lançar um livro, mas é inevitável perguntar, já está a preparar o próximo?

D: Claro, até porque “O Despertar do Nefilim” é a primeira parte de uma história, que será seguida por “O Nefilim” que está a ser escrito.

JTM: De que forma os leitores podem segui-lo? Tem página ou redes sociais?

D: Neste momento apenas no Facebook, na página O Despertar do Nefilim, onde vou tentar colocar novidades e tudo em relação ao livro e na minha página pessoal.

Obrigado David pelo tempo que esteve connosco. Vamos continuar a acompanhar o seu trabalho.

Aproveitamos para lembrar aos leitores da apresentação do livro, amanhã no Centro Cultural de Vila Praia de Âncora, pelas 18h00. Não deixem de conhecer a nova obra e apoiar estas iniciativas de autores da nossa terra.