Exposição “Bem-Vinda Sejas Amália” inaugura a 23 de julho no Museu do Traje de Viana do Castelo

2020 é o ano em que se assinalam os 100 anos do nascimento de Amália Rodrigues
0
233

A 23 de julho, inaugura no Museu do Traje de Viana do Castelo a exposição “Bem-Vinda Sejas Amália”, que está a assinalar o centenário do nascimento da fadista Amália Rodrigues. No mesmo espaço, estará também exposto o traje que a artista envergou em 1998, quando esteve em Viana do Castelo enquanto Presidente da Comissão de Honra das Festas em Honra de Nossa Senhora da Agonia.

2020 é o ano em que se assinalam os 100 anos do nascimento de Amália Rodrigues e a exposição itinerante chega à capital do Alto Minho no dia em que foi registado o assento de nascimento da artista. A exposição, que integra o programa nacional de Comemorações do Centenário do Nascimento de Amália, tem o Alto Patrocínio do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

A exposição é organizada pela Fundação Amália, detentora dos direitos de nome e imagem da fadista e que gere a Casa Museu Amália Rodrigues e a Herdade do Brejão, onde Amália passava férias.

A vida da aclamada Diva do Fado é celebrada nesta mostra em quatro módulos, mostrando as diversas facetas de Amália. “Do eco do sucesso mundial que nem sempre chegou a Portugal, pelo seu vanguardismo e arrojo artístico, ao recato do seu camarim. Não esquecendo as curiosidades menos conhecidas da sua carreira”, refere a organização.

“Bem-Vinda Sejas Amália” pretende dar a conhecer a singularidade da figura de Amália, enquanto mulher e artista. “Cosmopolita – presença assídua nas mais importantes salas de espetáculo do mundo – e sensível, no campo a colher flores silvestres”, assegura a organização.

O título “Bem-vinda sejas Amália” é uma alusão à forma carinhosa como foi recebida pelos militares portugueses em Moçambique, em 1969, quando foi cantar para os feridos de guerra. A frase, então escrita num cartaz, registada pela RTP para a posteridade, foi sendo replicada noutras alturas e noutros contextos, nas suas inúmeras digressões pelo país e pelo estrangeiro.