Grupo de jovens empreendedores lança “Google do Emprego”

Disponibiliza gratuitamente milhares de vagas de trabalho em poucos segundos
0
576

Apaixonados por tecnologia, grupo de empreendedores e experts cria projeto inovador recém-lançado em Portugal, que usa inteligência artificial para combater o desemprego e a sub-utilização de mão de obra qualificada.

Provavelmente já usou o Google para fazer diversas pesquisas e encontrou resultados satisfatórios em poucos segundos. Mas já pensou em fazer o mesmo quando procura oportunidades de trabalho? Felizmente, isso tornou-se uma realidade em Portugal graças ao lançamento do projeto RestartUs, termo que pode ser traduzido como “Recomeçar”.

Essa iniciativa foi criada por um casal na Austrália e adota a Inteligência Artificial (IA) para facilitar a visualização de vagas de emprego. Em Portugal, a solução tem sido um sucesso, tanto que foi apelidada por influencers nas redes sociais como “Google do Emprego”.

A ferramenta funciona de maneira muito semelhante ao principal mecanismo de buscas da Internet, porém é voltada exclusivamente para pesquisas gratuitas de ofertas de emprego.

A intenção do grupo é diminuir o desemprego em Portugal, aumentando o número de empregos principalmente nos setores da restauração, turismo e construção civil, que sofrem bastante com a baixa ou média qualificação da mão de obra. Segundo o estudo da Faculdade de Economia da Universidade do Porto (FEP), a economia informal atingiu o recorde de 34,37% do PIB português, em 2022. Reverter este quadro é um dos principais objetivos da ferramenta que permite, inclusive, a procura de vagas por região.

Assim, o trabalhador pode atuar mais perto de casa, o que é muito importante para a qualidade de vida. Afinal, reduz o tempo de deslocação e ainda contribui para a diminuição da utilização do carro, diminuindo a emissão de carbono e preservando o meio ambiente.

Simplificação na procura por trabalho

Com recursos de inteligência artificial, a ferramenta RestartUs compila e centraliza, num único local, milhares de vagas de emprego formais disponibilizadas nos principais sites e portais online de emprego em Portugal, como o LinkedIn e o Net Empregos.

Basta um clique e esperar menos de um segundo para perceber as diferenças da solução. Afinal, a ferramenta concentra mais de 20.000 mil recrutadores e mais de 180 cargos diferentes disponibilizados. Totalmente gratuita, a solução já conta com mais de 12 mil pesquisas diárias, abrangendo diversos setores e indústrias.

A plataforma da RestartUs também apresenta outros recursos imprescindíveis para uma boa experiência do utilizador, como a seleção de vagas por distrito e a opção de salvar as vagas favoritas, para uma candidatura no futuro.
Outra qualidade é disponibilizar um construtor de currículos de alta performance e sessões de mentoria para o treinamento dos candidatos. Inegavelmente são serviços que ajudam bastante na conquista de um emprego.

Economia e Desemprego

O lançamento da RestartUs é um alento para muitos trabalhadores. Um dos motivos é a lenta recuperação económica portuguesa pós-covid, que tem como consequência a crescente onda de precarização de postos de trabalho. Além disso, tem dificultado a recolocação profissional, o que afeta muitas famílias.

Portugal foi o país da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), onde a taxa de desemprego mais aumentou no segundo semestre de 2022. Outro fator preocupante é o número de desempregados no País, que tem aumentado consideravelmente, desde outubro de 2022, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). Em janeiro de 2023, a taxa de desemprego era de 7,1%, aumento expressivo face aos 6,0% em outubro do ano anterior.

Sem dúvida, é um cenário que gera apreensão. Por outro lado, os bons resultados da RestarUs têm mostrado que a tecnologia pode ajudar bastante a melhorar o mercado de trabalho.

“Estamos muito entusiasmados com a crescente adesão da nossa ferramenta que resolve o problema da procura de emprego de forma realmente inovadora” diz Filipe Cordeiro, jovem empreendedor responsável pela RestartUs em Portugal. Ele também se mostra confiante com os resultados que a solução pode apresentar no futuro, pois houve um grande esforço para lançar uma ferramenta inovadora na procura por trabalho.

“Acreditamos que estamos a transformar a forma como as pessoas procuram emprego. Para isso, reunimos um time de experts em tecnologia, inteligência artificial e recursos humanos. A nova ordem geopolítica obriga-nos a pensar na problemática do fluxo migratório crescente, na precarização do trabalho, desemprego, e consequente aumento da economia informal. Esperamos que esta nova ferramenta ajude ao máximo os trabalhadores, e que revolucione a economia local e a inclusão social nas comunidades mais vulneráveis de Portugal”, destacou
Cordeiro.

O “Google do Emprego”, como tem vindo a ser apelidada, já está disponível gratuitamente na plataforma da RestartUs, podendo ter acesso em www.restartus.org.