Lenda e tradição, a inquietude cultural frente à adversidade

0
83

A emergência sanitária levou a que nos últimos meses, devido às limitações na atividade cultural do Principado de Andorra, os elementos do Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ propusessem visitar os sete Tamarros distribuídos pelas montanhas das sete paróquias do Principado. Uma obra do desenhador Pere Moles, os Tamarros são seres legendários que protegem as montanhas de Andorra da Sra. Lixeira, um ser maligno que as contamina e neste sentido foram situados em cada paróquia do país um Tamarro para as defender.

O Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’, trajado com roupa de trabalho regional, visitou o Nilo, Enko, Dino, Massa, Andy, Lau e Caldes e junto às gigantescas estruturas de madeira recreou diferentes atividades do quotidiano tradicional português como: lavar a roupa, apanhar erva, namorar, dançar, merendar, conversar e jogos tradicionais. Muitos foram os curiosos que no momento de visitarem também os Tamarros e coincidirem com os elementos do Grupo, admiraram a iniciativa e adoravam os trajes tradicionais portugueses. Além da sessão fotográfica foi editado um vídeo no entorno dos Tamarros que será apresentado brevemente nas redes sociais.

José Luis Carvalho
Diretor Artístico
Grup de Folklore ‘Casa de Portugal’