O PRÉMIO NOBEL E A DESCOBERTA DE PLANETAS FORA DO NOSSO SISTEMA SOLAR

0
13

O prémio Nobel da Física de 2019, anunciado no dia 8 de outubro, foi concedido ao canadiense James Peebles e aos suíços Michel Mayor (da Universidade Federal do Rio Grande do Norte) e Didier Queloz. Este dois últimos pela descoberta, em 1995, do primeiro planeta fora do Sistema Solar que também orbita uma estrela, o “51 Pegasi b”.

ENTENDA A DESCOBERTA
Como é possível saber da existência de um planeta que não conseguimos observar por telescópios?

Existe uma mudança aparente no comprimento de onda da luz em objetos que estão a aproximar-se ou a afastar-se do observador (Efeito Doppler). Isso faz com que a luz seja deslocada para o azul quando o objeto se aproxima. Já para objetos que se estão a afastar ocorre o deslocamento para o vermelho.

Foi verificado que a estrela 51 Pegasi possui uma alternância no comprimento de onda emitido (detetado por um instrumento chamado espectrofotômetro). Tal alternância reflete a mudança de velocidade da estrela, que é causada pelos efeitos gravitacionais de um corpo. Estava descoberto o “51 Pegasi b”! Após tal descoberta, mais de 4.000 planetas extrassolares já foram detetados.

LINK PARA O TRABALHO QUE DESCOBRIU O 51 PEGASI B: https://www.nature.com/articles/378355a0

Fonte: entendamaisciência [facebook]