Problemática do envelhecimento debatida em Vila Praia de Âncora

0
57

“Um Tempo Sem Idades – Ensaio sobre o envelhecimento da população”, de Maria João Valente Rosa, foi a obra em destaque na iniciativa “Um livro, Uma conversa e às vezes Um Filme”, que juntou a autora, Manuel Sobrinho Simões e Mário Barbosa.

Esta foi uma iniciativa da Câmara Municipal de Caminha e dos Amigos da Rede de Bibliotecas de Caminha, que decorreu no último sábado, na Ludoteca/Biblioteca de Vila Praia de Âncora.
A tertúlia, tal como o livro, debateu questões ligadas à problemática do envelhecimento e a forma como as sociedades encaram esta realidade, sendo certo que viver mais é uma tendência que significa uma conquista, não deixando também de ter associado à angústia da perda da juventude e outras problemáticas.

Recorde-se que na sinopse de “Um Tempo Sem Idades – Ensaio sobre o envelhecimento da população”, Maria João Valente Rosa escreve: “A população está a envelhecer. Porque é que isso tem de ser um problema?

O envelhecimento é um facto inegável, irreversível e transnacional. Mas se isto é uma conquista sobre a morte das populações, porque não encará-la com optimismo? Se envelhecer é ganhar tempo, não faz sentido que viver mais anos seja sinónimo de existências mais preenchidas, felizes e plenas de sentido?

Um Tempo Sem Idades reflecte sobre as tendências em curso, questiona as angústias associadas ao envelhecimento e, com um tópico por página, apresenta ideias em prol de uma sociedade mais inteligente e coesa, que deixe de encarar a velhice como um inconveniente social e seja capaz de tirar maior proveito deste bónus de vida conquistado por todos”.