Recomendadas fortes restrições para a abertura de cemitérios nos dias 1 e 2 de novembro

Câmara Municipal de Caminha
0
189

Controlo e vigilância à entrada, obrigatoriedade do uso de máscara, proibição de aglomerados junto às campas e limitação do tempo de visita, são algumas das medidas propostas

A Câmara Municipal de Caminha enviou para cada Junta de Freguesia um conjunto de recomendações sobre a abertura de cemitérios nos dias 1 e 2 de novembro, propondo fortes restrições à entrada e permanência de pessoas nos locais. O documento surgiu do trabalho de articulação que o Município desenvolveu com o Arciprestado de Caminha e cada uma das Juntas de Freguesia do concelho e anuncia várias regras de segurança e higienização que pretendem garantir que se cumpra a tradição de visitação nos cemitérios, diminuindo o risco de contágio para as pessoas. Ao contrário do que é habitual, ficou acordado com os diferentes párocos que não se realizarão procissões nem cerimónias religiosas nos cemitérios, de modo a evitar as habituais multidões, mantendo-se, no entanto, abertos aqueles espaços de modo a que amigos e familiares possam honrar a memória daqueles que já faleceram.

Do mesmo modo, embora a competência de abertura ou encerramento de cada cemitério seja da respetiva Junta de Freguesia, a Câmara Municipal de Caminha preparou em diálogo um conjunto de recomendações que passam pela obrigatoriedade do uso da máscara, pela desinfeção de mãos e utensílios à entrada e saída de cada cemitério, pela manutenção do distanciamento social de 2 metros entre pessoas não coabitantes, pela proibição de aglomerados superiores a 5 pessoas e pela limitação da permanência no interior dos cemitérios por um curto período de tempo.

A lotação e o tempo de permanência, bem como o cumprimento das demais regras, será efetuado por uma pessoa que estará a vigiar a entrada de cada equipamento, informando sobre as regras de segurança a seguir. A autarquia de Caminha aconselha ainda que a ornamentação e limpeza de campas e jazigos seja efetuada nos dias antecedentes ao Dia dos Fiéis Defuntos e Dia de Finados, devendo cada pessoa levar os seus próprios utensílios, não sendo permitida a partilha de equipamentos e outros materiais.