REGIÕES TRANSFRONTEIRIÇAS DO RIO MINHO QUEREM PROMOVER EM CONJUNTO O TERRITÓRIO

I Encontro de Ecoturismo & Gastronomia decorre entre 17 e 19 de outubro
0
20

A partir do cimo do Monte de Santa Tecla, com Caminha e o Rio Minho como cenário, foi hoje apresentado o I Encontro de Ecoturismo & Gastronomia do Rio Minho, que terá lugar nos próximos dias 17, 18 e 19. Trata-se de uma iniciativa essencialmente destinada a profissionais, com o congresso a decorrer quinta-feira, em A Guarda, e as Jornadas Gastronómicas em Caminha, no dia seguinte, e esta tendo a parte da tarde aberta ao público em geral. O último dia é reservado a atividades de lazer.

Para a realização deste primeiro encontro, transfronteiriço, juntaram-se várias entidades, nomeadamente o AECT Rio Minho, a Deputación de Pontevedra e as câmaras de Caminha e A Guarda, entre outros. O grande objetivo é a promoção a região transfronteiriça e a realização e promoção de pacotes turísticos que envolvam as localidades transfronteiriças, unidas pelo Rio Minho.

Na apresentação do evento, todos os intervenientes convergiram no sentido de se aproveitar os recursos comuns e tornar o território mais apelativo, com capacidade de atração de turistas. E, sendo os recursos comuns, também a promoção deve ser conjunta. Essa foi, desde logo, a ideia lançada por Uxio Benitez, diretor da AECT Rio Minho. O responsável deu como exemplo o caso de Madrid, que, a dada altura e aproveitando a distância curta (cerca de uma hora) de outras cidades, optou, com bons resultados, por promover um pacote turístico alargado (Grande Madrid).

Em representação do Município de Caminha, o vice-presidente, Guilherme Lagido, defendeu a necessidade de se aproveitar o fluxo entre o Porto e Vigo e sublinhou o sucesso da aposta da Câmara Municipal na área do Turismo, recordando ainda a importância do crescimento do número de peregrinos que passam pelo território em trânsito para Santiago de Compostela.

O vice-presidente salientou também os múltiplos factores que unem os povos transfronteiriços e as excelentes relações com A Guarda, recordando até a classe piscatória e as raízes comuns.    

A mesma tónica marcou as intervenções dos responsáveis de Pontevedra e A Guarda, com este último a saudar as boas relações estabelecidas por Miguel Alves e pelo seu Executivo.

Quanto ao I Congresso Turístico do Rio Minho, quinta-feira o palco é o Centro Cultural de A Guarda. O dia será dedicado aos profissionais do turismo, seja no âmbito empresarial seja da administração pública. A sessão da tarde consistirá numa formação prática sobre a criação de pacotes turísticos.

Sexta-feira, dia 18, Caminha acolhe o evento, no espaço do Museu Municipal, com a realização das Jornadas Gastronómicas. Os trabalhos serão divididos em duas sessões, uma de manhã, dirigida exclusivamente a profissionais, e uma outra, na parte da tarde, aberta ao público em geral, na qual se combinará a apresentação de produtos, com conversas e degustações.,

No sábado, A Guarda e Caminha promovem diferentes atividades de lazer com o encerramento do I Encontro o Rio Minho Transfronteiriço.

Mais informação em: http://encontroriominho.eu/congreso/