Requalificação do cais do rio minho resolve problemas de assoreamento

Obra está a decorrer e o investimento ultrapassa os 150 mil euros
0
247

Está a decorrer, na freguesia de Seixas, a empreitada de Requalificação do Cais do Rio Minho (S. Sebastião), obra que se prende com o fecho do Cais, motivado pelo assoreamento que verificava no seu espaço interior. O investimento é superior a 150 mil euros. O vereador das Obras Públicas, Rui Lages, esteve em Seixas para acompanhar o avanço dos trabalhos.

A empreitada, como referimos, contempla o fecho do paredão de Seixas, num troço de 45 metros, que servia de embocadura a um pequeno cais de atracagem de embarcações ligeiras, sendo que, paralelamente será aterrado o tardoz deste paredão fluvial (aterro da antiga zona de atração das embarcações), até uma cota de sensivelmente 60 centímetros abaixo do terrapleno atual existente na envolvente.

Será também executada uma rede de drenagem de águas pluviais, onde serão encaminhadas as águas que atualmente afluem a este local através das três tubagens existentes no topo nascente do cais, para uma caixa de visita que efetuará o seu escoamento a jusante através de emissário de descarga no rio.

A presente intervenção tem enquadramento na medida de apoio POCTEP, tendo sido objeto de auscultação e pedido de pareceres às entidades da tutela, tendo obtido parecer favorável, inclusive junto da Comissão Tratado Internacional do rio Minho entre Portugal e Espanha.

A principal ideia subjacente ao projeto prende-se com o fecho do Cais devido ao assoreamento que verificava no seu espaço interior, desenvolvendo-se a presente empreitada em duas fases distintas: o fecho do Cais com recurso a enrocamento de empréstimo proveniente de pedreira, e o aterro do tardoz do paredão fluvial, incluindo o encaminhamento das águas pluviais.

Equacionando-se ainda numa terceira fase, apesar de não ser parte integrante da presente empreitada a reposição de um cais flutuante no leito do rio, adossado ao paredão, com características idênticas ao cais existente mais a norte.

A presente empreitada ascende a 149 984,17€ + IVA, sendo 75000,00€ (com IVA incluído) objeto de compartição comunitária ao abrigo do programa POCTEP 2020.

Entretanto, também na freguesia de Seixas, tiveram início no final de abril, os trabalhos de beneficiação da Rua da Praia, designadamente no troço compreendido entre a EN13 e a linha férrea, uma vez que este troço vinha sendo alvo de diversos assentamentos no pavimento de cubos de granito, que originaram o aparecimento de algumas depressões e cavidades, estando inclusivamente cortada a circulação rodoviária, atendendo à perigosidade que estas anomalias constituíam para os transeuntes. Tal situação era originada pela existência de fugas de água no aqueduto de águas pluviais existente no lado sul deste arruamento.

A intervenção de beneficiação passa pela substituição do aqueduto de águas pluviais existente por uma tubagem de polipropileno corrugado com 630 mm de diâmetro, de modo a garantir maior estanquidade a esta infraestrutura, evitando assim as infiltrações de água que vinham sucedendo no solo envolvente, e consequentemente as depressões e cavidades no respetivo pavimento. Esta tubagem é instalada no troço compreendido entre a EN13 e a linha férrea, sendo que, em cada uma destas extremidades será executada também uma caixa de visita. A obra termina com a repavimentação da área intervencionada com o mesmo material anteriormente existente, ou seja, cubo de granito. A intervenção ascende a 4 143,20€+IVA.