Travessias do ferryboat suspensas por tempo indeterminado

0
73

As travessias do ferryboat Santa Rita de Cássia, entre Caminha e A Guarda, vão ser interrompidas sine die, a partir de hoje [11 de janeiro]. Esta decisão deve-se ao crescimento do número de novos infetados no concelho de Caminha nas últimas semanas que apontam, segundo o último relatório da ULSAM de 8 de janeiro, para a existência de 162 casos ativos e um acumulado de 809 casos desde o início da pandemia.

Com a suspensão das travessias pretende-se proteger os trabalhadores do ferryboat e as pessoas que o utilizam, bem como passar uma mensagem clara relativamente à necessidade de limitar a mobilidade e reduzir os contactos com outras pessoas ao mínimo essencial.

O Presidente da autarquia tomou a decisão de suspender as travessias do ferryboat por tempo indeterminado tendo em conta vários fatores, nomeadamente o facto do concelho de Caminha ter registado um crescimento do número de infeções desde o Natal e, ainda, por o concelho de A Guarda ter comunicado à Câmara Municipal de Caminha que no seu território, bem como nos concelhos de O Rosal e Tomiño, existem restrições à mobilidade estabelecidas pela Xunta da Galicia devido à elevada incidência de novos infetados por COVID 19.