COMEMORAÇÃO DO CENTENÁRIO DO ARMISTÍCIO

As ações que evocam a comemoração do centenário do Armistício da Primeira Guerra Mundial têm mobilizado todos os alunos do agrupamento de escolas de todo o concelho de Caminha, em articulação com o Município.
Na Escola Básica e Secundária do Vale do Âncora, alunos e docentes de todos os ciclos de ensino participam ativamente, desde o passado dia 14 de novembro, nestas comemorações, quer no espaço das atividades letivas privilegiadas em sala de aula, quer noutros espaços.
Entre os vários momentos destaca-se visionamento do filme “Soldado Milhões” de Gonçalo Galvão Teles e Jorge Paixão da Costa, no Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora, precedido de um trailer, produzido pelo município de Caminha, que honra os militares do concelho que estiveram na Primeira Guerra Mundial.
No domínio curricular, envolvendo particularmente as disciplinas de Inglês, Português, História, Educação Visual e Cidadania, em articulação com a Biblioteca Escolar (BE), foi celebrado o Remembrance Day ou Poppy Day, designação que acolhe a evocação do Armistício e a lembrança de todos os que tombaram na Primeira Guerra Mundial.
Os alunos do 9° ano da EBS do Vale do Âncora recitaram o famoso poema “Flanders Fields”, de John McCrae, no “campo de papoilas” que floresceu nos espaços da BE e também em diversas salas de aula. Da mesma forma, alunos de 6.º ano declamaram a versão traduzida pela escritora Inês Pedrosa “Nos Campos da Flandres”, seguindo-se a apresentação de vários testemunhos desse terrível conflito. Foram apresentadas ainda citações e mensagens de personalidades, como do famoso escritor Thomas Mann, e foram declamados poemas, como “Chuva em Ypres” de João Pedro Mésseder (Homenagem do poeta à cidade belga de Ypres, situada na região da Flandres, onde decorreram quatro batalhas que ceifaram a vida de milhares de pessoas na Primeira Guerra Mundial). Houve ainda espaço para a criação de momentos de leitura de cartas enviadas por jovens soldados portugueses do Corpo Expedicionário Português para relembrar o inferno da guerra, que nada tem de virtual, e sobretudo para realçar a importância de princípios e valores fundamentais, como a tolerância, o respeito pela diferença e a paz.
As comemorações que ainda decorrem expressam o envolvimento em parceria com a comunidade e transferem para o quotidiano escolar a abordagem dos valores da vida e da paz, desenvolvidos ao nível das diferentes literacias, numa ação pedagógica enquadrada e gerida na supervisão dos saberes disciplinares que se reconhecem à escola, em geral, e ao agrupamento de escolas concelhio, em particular.

JCR | GabCom AESP

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *