Ferryboat volta a funcionar a 9 de julho

O término do ano letivo a 8 de julho, permite o regresso ao ferryboat dos trabalhadores que prestavam apoio ao transporte escolar e ao Centro de Vacinação
0
197
Ferry ou ferryboat de caminha volta a circular no rio Minho até a La Guarda, Espanha

O ferryboat que atravessa a foz do rio Minho, entre Caminha e A Guarda, voltará a estar em funcionamento no próximo dia 9 de julho. Como é do conhecimento público, o ferryboat que pertence ao Município de Caminha teve que suspender atividade aquando do encerramento de fronteiras, situação que se mantém tendo em conta a prioridade dada pela Câmara Municipal ao transporte de alimentos para as escolas e famílias carenciadas e ao transporte de pessoas para o Centro de Vacinação de Seixas.

De facto, o acréscimo de tarefas que surgiram por causa da pandemia tem mobilizado muitos funcionários das áreas da cultura, da construção civil e do planeamento da autarquia caminhense, que têm apoiado a população na vacinação comunitária e a área da educação com distribuição de alimentos, transporte de jovens com deficiência e o transporte escolar, na vigilância e limpeza de viaturas.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Caminha, Miguel Alves, “é um orgulho perceber como trabalhadores do Município se disponibilizaram para o combate à pandemia e aos seus efeitos sociais, apesar de prestarem serviço fora das suas áreas de competência. Não foi só o volume e a substância do trabalho municipal que aumentou, foi o facto de termos dezenas de trabalhadores de baixa ou em regime de trabalho não presencial, que obrigou a este esforço, por parte de todos os colegas, que não deixaram de estar presentes quando e onde deles mais se precisava. Estou muito agradecido aos trabalhadores do Município que tantas vezes são criticados de forma injusta. Foi extraordinário o que fizeram, sem olhar a dificuldades nem a medos”.

A travessia do ferryboat será feita de acordo com as marés, tendo em conta as limitações provocadas pelo assoreamento da foz do rio Minho.