Funcionários da empresa “Camipão” começaram a receber fundo de apoio social

“A Camipão morreu e não creio que ressuscite. Agora temos é de encontrar outros mecanismos para ajudar estas pessoas”
0
1528

No mês de março a empresa Camipão fechou portas, deixando 60 funcionários no desemprego. Recentemente começaram a receber o fundo de apoio social, tendo sido também nomeado o administrador de insolvência.

Em declarações ao jornalC, o presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, afirmou que “Estamos em primeira linha a ajudar estas famílias. Fizemos isso do ponto de vista jurídico, mas também do ponto de vista social apoiando as pessoas em carência. Sei que o Fundo Social está já a pagar alguns dos montantes acordados. Embora o valor seja relativamente baixo, já é uma ajuda importante para estas pessoas”.

“A Camipão morreu e não creio que ressuscite. Agora temos é de encontrar outros mecanismos para ajudar estas pessoas”

Miguel Alves admite que “este é um assunto que está longe de estar resolvido (…), que provoca sofrimento nas pessoas que foram funcionárias da Camipão e que agora têm de encontrar alternativas”. Garante que o município irá continuar a acompanhar estas famílias.